O Instituto Superior Miguel Torga tem uma nova licenciatura em Empreendedorismo que vai formar técnicos e gestores empreendedores.

Encontramo-nos em plena 4ª Revolução Industrial. O surgimento das novas tecnologias que estão a fundir os mundos físico, digital e biológico veio a demonstrar que as sólidas competências adquiridas até agora não são mais um garante de um futuro estável no mercado de trabalho.

É neste contexto que surge a nova oferta formativa do ISMT em Empreendedorismo que, mais do que oferecer um plano formativo destinado a exercer uma função de gestão específica no interior de uma organização, fornece, a quem a frequenta, um conjunto de competências transversais assentes numa abordagem prática e integrada, que permite a materialização dinâmica de ideias e projetos em negócios ou inovações sustentáveis, num ambiente competitivo global desafiante caraterizado pela digitalização.

Trata-se de uma licenciatura inovadora no sistema de ensino superior nacional que pretende dotar os participantes de sólidas competências na identificação de oportunidades de criação de valor no mercado, no desenvolvimento de ideias e projetos suscetíveis de serem materializados na criação e reestruturação de negócios, na viabilização de inovações e na angariação e gestão dos recursos humanos, materiais e financeiros necessários ao seu funcionamento e crescimento sustentável.

A nova licenciatura permite quer o exercício por conta própria quer por conta de outrem em diversas áreas empresariais, desde a banca a seguros, comercial, consultoria empresarial, finanças, imobiliário, marketing, produção e aprovisionamento de recursos humanos, em organismos públicos, associações e empresas.

A licenciatura está estruturada de forma a que as 35 unidades curriculares que a compõem e respetivos trabalhos realizados em cada uma delas acompanhem o ciclo constitutivo de um negócio, desde a identificação da oportunidade de negócio, génese de ideias, materialização da solução e exploração comercial real.

A última fase do ciclo de estudos concretiza-se mediante a realização de um estágio, assumindo o estudante o papel de intraempreendedor na organização que o acolhe  ou mediante a constituição formal de uma empresa, alicerçada num plano de negócios apresentado e discutido com vários stakeholders.

Pedido de Informações
808 20 80 30
Candidatura online